sábado, 25 de junho de 2011

Pesquisa-ação AENE
A PRIMEIRA VEZ A GENTE NUNCA ESQUECE!!



Este é o slide de número 31 dos 37 que apresentei no
I Fórun Internacional de Nutrição Escolar, do SESI

para mostrar que no CONPEFE que acontece de 29/06 à 01/07, na UNICID,
teremos 3 fantásticos professores contando como implementaram a Pesquisa-ação AENE & quais os resultados que obtiveram.

Nossa!! Como eles me emocionam com tamanho comprometimento!
No círculo, de camisa azul, é o prof. José Enrique Rossi, que já postei a respeito.
Na turma de 2003 estão, nos círculos, a profa. Lourdes, em pé, e a profa. Joana, sentada.


E é dela que venho falar: PROFA. JOANA D. C. MATHIAS

Ela fez o curso de formação AENE em 2003 e tem, com certa regularidade, implementado AENE pelas escolas e instituições que passa. Mas, foi neste ano que ela se determinou para PUBLICAR OS RESULTADOS OBTIDOS!!! Fantástico sim?
Sabe, escrever é um processo difícl, pessoal, solitário. INTROSPECTIVO eu posso dizer. E, obviamente, demanda tempo. MUUUUUUUUITO TEMPO. Sim, pois escrever depende de um certo namoro com seu texto, com seu conteúdo... E a Joana "acabou" de "colocar" os dois filhos na Universidade ( a linda Ana acabou de entrar para a UNICAMP em Relações internacionais!!! Uau!!! Nunca vou me esquecer do dia em que a conheci! A Joana me convidou para jantar na linda casa dela, em meio à sua linda família e fez um meeeeeeega jantar com peixe, camarão e vinho!! Uau!!! Bem, daí q, à mesa, perguntei pra Ana, eme meio às questões do vestibular para o qual ela estava se preparando e disse: "Qual sua área, o q vc vai ser, para que vc vai prestar?" E ela, calmamente me respondeu: "vou ser embaixatriz"! NOOOOSSAAAA!!!!!!!! Quase caí dura! Foi a primeira vez que conheci uma futura embaixatriz!!! Uau!!! Q lindo, sim? Uma menina pra lá de estudiosa!! Tb, com os pais q tem...!!! Tuuudo de bom! Sucesso ANA!!! Seu futuro já está escrito!! Pisa fundo!!! Bom, então com ambos os jovens "fora de casa" e da barra da saia... sobrou um pouquinho mais de tempo para ela dedicar-se à pesquisa...a Joana!!! Santa Joana!!! Santo marido!! Sim, pois ele a ajuda muito tb!! Sou extremamente grata a vc, Nivaldo!! Obrigada pela força toda para esta professora linda!!! Segue o trabalho da profa. pesquisadora Joana:

AENE - AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE ESCOLARES

POSSIBILIDADES DE PESQUISA-AÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

EMEF LEVY DE AZEVEDO SODRÉ


Joana C. D. Mathias[1] e Cláudia Cezar[2]


[1] EMEF Professor Levy de Azevedo Sodré – Professora de Educação Física;

[2] Instituto Perfil Esportivo de Pesquisa e Consultoria – Coordenadora;



Durante a regência o educador pode utilizar a pesquisa-ação para avaliar o conteúdo da Educação Física e ainda oferecer resultados baseados em evidência científica. Tal estratégia contribui tanto para evolução profissional quanto gera benefícios aos alunos, à medida que interfere na qualidade de vida deles, ou outros, desde que os professores de Educação Física sejam capacitados para este fim. Neste sentido, no ano de 2003 a Prefeitura de São Paulo, em parceria com o NEOBE da USP, ofereceu um curso (80 horas) de atualização profissional para educadores, a fim de capacitá-los à avaliar o estado nutricional dos estudante por meio do exame antropométrico escolar, durante as aulas. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o estado nutricional de escolares (AENE), da EMEF Prof. Levy de Azevedo Sodré, que pertence à Diretoria Regional de Ensino do Campo Limpo, no ano de 2010. Amostra: participaram desse estudo 55 meninas e 41 meninos, de 11 a 14 anos, matriculados no ensino fundamental II e pertencentes à 4 turmas distintas. Método: Conforme estrutura do projeto da pesquisa-ação AENE, autorizado pela direção da instituição, o estudo foi dividido em 3 partes: 1a sensibilização; 2a coleta de dados e 3a retorno dos resultados. A fase de sensibilização constituiu-se, em média, de 2 aulas expositivo-dialogadas seguidas de debate, onde os alunos foram instruídos sobre os temas composição corporal e qualidade de vida. Na fase de coleta dos dados as medidas antropométricas de peso e estatura foram tomadas em acordo com a padronização do NEOBE-USP (1999), e os avaliados trajaram camiseta e bermuda de maneira que, no total, não ultrapassassem 500 gramas. A análise destas variáveis foi composta pela porcentagem de adequação do IMC para o Percentil 50 (conforme orienta a OMS, 1995), para sexo e idade. A última etapa do estudo, a fase de retorno dos resultados, foi dividia em duas partes. Na primeira, os alunos aprenderam a identificar seu próprio estado nutricional na sala de informática, com a professora de orientação de informática educativa (POIE). Ao retornarem para a aula de educação física discutiu-se como a alimentação e estilo de vida ativo interferem na composição do corpo, à fim de estimulá-los para fazerem melhores escolhas. Na segunda parte, durante a reunião de pais e mestres do semestre, orientou-se os familiares daqueles que apresentaram alteração do estado nutricional para buscarem tratamento. Sugeriu-se que fosse não medicamentoso, com mudança do comportamento alimentar e diminuição do sedentarismo. Resultados: conforme apresentado na tabela abaixo, destaca-se que 35% das meninas e 43% dos meninos apresentaram algum grau de obesidade e que, 4% e 2%, respectivamente, estavam abaixo do adequado.


Estado Nutricional

Feminino

Masculino

Obesidade de alto risco

1

2%

1

2%

Obesidade de grau 3

2

4%

0

0%

Obesidade de grau 2

1

2%

3

7%

Obesidade de grau 1

15

27%

14

34%

Eutrofia

34

61%

22

55%

Abaixo do adequado

2

4%

1

2%

Total

55

100%

41

100%


Concluiu-se: que fazer a pesquisa-ação AENE dentro do conteúdo de Educação Física Escolar, durante as aulas, pelo professor do próprio componente curricular, foi tanto possível quanto importante. Ademais, destaca-se que os resultados encontrados são alarmantes e evidenciam a urgência de maiores ações educativas para diminuir a obesidade infantil.

MA-RA-VI-LHO-SO, sim?

Aiaiaiaiaiaiai! Pois é!! Oito anos depois e a emoção continua a mesma!!! Inesquecível, né amiga??? Sim, pois ela mesma me disse, enqto escrevia o texto: "no ano que vem vou fazer mais coisas, acertar uns detalhes"...!!! Ano que vem?! eeeehhhhhh!!! Q bárbaaaaroooo!!

É nisso q acredito: se o processo é bom as pessoas permanecem!
É possível fazer pesquisa sem sofrer! Com calma, parcerias, cuidado e, em especial, de um jeito gratificante para aqueles que são a parte mais importante de tudo isso: os escolares!!

Parabéns Jô, querida!!!

Vc é uma prova viva de quanto os Educadores podem produzir dentro da Educação e tanto identificar quanto intervir na causa AENE: diminuir a obesidade, a desnutrição e o sedentarismo infantil! Obrigada por sua dedicação! Parabéns por sua determinação!


São educadores como a Jô que me mantêm em minha meta AENE!!
Uau!! Obrigada por existir participando da minha vida que só é linda graças à sua luz!!
Jô, querida!

Eu vim para conhecer professores em regência que são verdadeiras pérolas, e vc?
Uma semana feliz de CONPEFE, pra vc e pra mim!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

QUESTÕES PSICOSSOMÁTICAS

Estudo esta área há anos pq a amo de paixão.



Soma = corpo
Psico = mente

Todas (observe q escrevi TODAS) as doenças começam na nossa percepção de mundo e, como não nos damos conta, elas se cristalizam em problemas físicos até nos matarmos.

É sério e é de verdade.

de 12 a 15 de Novembro de 2011
acontecerá o XI Congresso Sul Mineiro de Medicina Psicossomática
O tema central será
"Psicossomática, a Pessoa e o Ser Social"
e será em São Lourenço, MG


Serei uma das palestrantes e vou discutir
Obesidade e Psicossomática.
Aguardo vc lá!

Nossas percepções de mundo podem nos construir ou nos destruir.
Nós é q as escolhemos e, por isso mesmo, precisamos estar mega atentos com nossas emoções....


Pra terminar vou citar uma mensagem que recebi da fantástica Miriam Assis:

"Nem ligo se não vou passar o dia dos namorados sem namorado(a);
afinal, não passo o dia do índio com um índio,
nem o dia da árvore com uma árvore e muito menos o dia de finados com um defunto!"

kkkkkkkk adorei!
Fantástico Mi! Arrasou!!

Se toca!!! Quem vai atrás do mkt e da mídia já morreu!
kkkkkkkkk


Eu vim pra ser feliz@@ sem seguir a massa, e vc?
Uma ótima semana, pra vc e pra mim!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

SABER PERDER!!!!
Vc sabe?

É horrível dizer isso. Praticamente detesto aceitar mas é um mal necessário...rs...
Não se pode ganhar todas....

aiaiaiaiaiaiaiaiai!!! é péssimo mas é verdade... NÃO PASSEI!
Reprovei no exame prático do DETRAN... para motocar...
Veja o modelinho da pista:


primeiro o 8,
depois os quadradinhos,
as curvas,
os cones e a rampa....


O visual lindo é esse:
(não...não sou eu...rs...tirei da net...rs...)


Pois é! Tremi como vara verde e quase me matei de tanto sofrer sozinha...rs...
SEI QUE NOSSO MAIOR INIMIGO SOMOS NÓS MESMOS...
Puxa, mas pensando por este lado SOU FANTÁSTICA!! FUI EU MESMA QUEM ME DERROTOU .....

rs..
Logo, perdi para mim mesma!! kkkkkkkk
Puxa! então já posso melhorar meu astral!!! rs...

Diz a música do Renato Russo: ...vencer a quem vence o vencedor...rs...

Ai! Vou falar sério:

SEMPRE VOU OLHAR O LADO POSITIVO DAS COISAS!!

Afinal, ser Pollyanna foi a minha salvação!!
Hoje chamam esta competência de resiliência!
Então eu sou puuuuuura resiliência...rs...


Vamos lá:

Aspecto número 1 - veja com qual idade me propus a aprender algo: 43 ANOS!!! Uau!!! Sou porreta mesmo!!! Claro! Vc já ouviu aquele ditado: não adianta ensinar truque novo para cachorro velho??? Pois é!! PURA BOBAGEM!!! Podemos aprender em todas as idades! Mesmo uma habilidade tãããããããããããão complexa qto equilibrar-se e dominar uma moto!

Aspecto número 2 - desafio que faz a gente TIRAR O PÉ DO CHÃO!!!
Literalmente...eheheheheh Só que eu nào contava que sentiria taaaaaaaaaannnnnnnnnntoooooo medo! Por Deus!! Q isso??? Me atropelei com esta emoção!! Comprei o pacote básico de 15 aulas e acho q nas 5 primeiras quase me matei de medo...rs.. ia praticamente empurrada para o Ibira!!! Nooooosssaaaa!! Suava e sentia tanta dor nos braços e corpo que não conseguia fazer a aula toda!!! Ce acredita??? rs... Ficava acabada!!! Bem, conheci uma Cláudia Cezar medrosa que nem sonhava que estava aqui dentro!! aaaffiiii!! rs... movi montanhas meeeesssssmo para chegar onde cheguei!! MAS CHEGUEI!!! Brrrravoooo!!! rs...

Aspecto número 3 - tempo para o tamanho do desafio!!
Puuuuxa!! Fazer as aulas atrapalhava completamente minha agenda pois eu precisa tomar banho depois por causa do cheiro e do cabelo que colava naquele capacete...rs...até q trocaram!!! rs... mas, mesmo assim, ainda tinha a questão de horário...Obviamente os mais "fáceis" eram os mais lotados.... enfrentei uma verdadeira guerra de agenda que me fez parar as aulas no ano passado e só retomá-las neste ano! Meu professor até perguntou: vc ficou doente??? rs...Bom, o jeito foi pagar a taxa de semestralidade (todo mundo ficou espantado comigo pq parece q isso não acontece...rs...) e comprar mais 5 aulas pois as q havia feito parece que não foram registradas pelo meu cérebro...rs...!

Aspecto número 4 - um sonho!!
Owwwww como amo motos!!!!! Andar de moto é um enorme prazer pra mim!!! Sempre adorei!! Mas, sempre preferi ter um namorado com moto...rs...Não tenho medo de ser garupa!!! eheheheheh aliás, nunca nem percebi q a roupa (e a gente) ficava tãããããããão fedida rs... será q era o amor? kkkkkkk Pois é, mas ficar na dependência de um par que tenha moto não é legal porque pode ser "ponto de corte"....kkkkkkkkk isso em pesquisa é o critério utilizado para compor amostra...rs...veja lá: Se a pessoa que quer ser par não gostar de moto vai ser "excluído" por isso?? rs... aiaiaiaiaiai acho q não. né??? rs... para problemas como esse....o jeito é ser o(a) piloto(a) da bagaça....rs...se me explico!! kkkkkkk

Aspecto número 5 - novidade!!
Adoooooooro novidades!! Tenho aprendido coisas que nem sonhava!!
Tenho conhecido pessoas incríveis e tenho ampliado meus próprios limites!! Tenho sentido coisas que não supunha que poderiam ser vividas! UAU! PONTO PRA MIM!! rs...


Aspecto número 6 - liberdade!!
Geeeeeeennnnnnttttteeeee!! Q é akilo??? Agora q já tô mais intimazinha como a minha pretinha (sim! A moto q uso da auto-escola é uma honda preta adorável!!!), tá o máximo!!! Yupiiii!!! Lembro-me bem qdo meu pai me disse um dia:
"Vc saberá q está dirigindo bem qdo sentir que as rodas do carro são suas pernas!" Uau!! Demorou mas este dia chegou!! Me embrenhei tanto com meu carro, inclusive, rs..., que nem consigo viver sem ele!! kkkkkkkkkkkkkkk A moto também é isso: um super símbolo de liberdade! Pra mim...rs... sei lá, mil coisas!!! Não precisar dela como transporte, atualmente, tb me fascina.... Gosto demais de ser independente!!! yupiiiiii


Aspecto número 7 - felicidade!!
Felicidade pra mim é conquistar!!! ui!!! Como gosssssssto disso! É uma questão de prazer mesmo, sabe??? Conquistar uma nova habilidade, então? É o máximo!!!!!! É necessário estar mega atento!!! Se expor mesmo!! Se entregar!!! Se dedicar!! Sair do lugar comum... Aliás, achava q seria um mico ser a "Tia" da galera... QUE NADA!!! Tá cheio de cabelinho branco por lá!! kkkkk até motoboy tiozinho tiranda a carta !! uau!!! ah!! Inclusive vou voltar a deixar meus cabelos "no natural"!! Me aguardem!!! Tb serei uma "cabecinha branca"..rs...em breve!!


Aspecto número 8 - tem dias que as noites são assim mesmo!!
rs.. uma frase que explica bem esta questão é uma outra que adoro: "é o que tem pra hoje"!! rs... Pois é! Para a carteira de habilitação do carro passei na 2a vez q fiz a prova (foi meu 2o namorado que me ensinou, o Waguy, não foi meu pai nããããããããããoo. Por isso serei eternamente grata a vc querido!! Obrigada Waguy!!! Vc foi o máximo pra mim! yuppiii!!). Para o doutorado não foi diferente: passei na 2a vez, para a faculdade (Mogi!!!!!!), passei na 2a chamada...rs... Meu primeiro casamento não deu certo (kkkkkkkkkkk). Por que cargas d'água achei eu que passaria no primeiro exame de moto??? Ná, nani, nanão!!! É só na próxima amigo!!

Então, fala sério!!
Tenho mais é que estar feliz, afinal!!
CHEGUEI ATÉ AQUI E SOBREVIVI!!! YUPIIIII!!!
Caindo, lógico! Cai na 2a aula!!! rs..... Mas não quebrei nada...rs...nem em mim nem, na moto... eu estava praticamente parada e "identifiquei" o peso da bicha...rs...num deu pra segurar!! aiaiaiaiaiaiaiaiai

Claro q vou dizer q o meu problema foi a moto da frente ir tããããããããão devagar q não pude me manter naquele ritmo...rs... Mas talvez nem tenha sido isso...rs...
Ao menos posso dizer: vim, ví e vivi!!! rs...

Para que serve este meu corpo saudável que Deus me deu??
Para usar, horas bolas!!!

E eu adoooro isso! Saber até onde posso ir! Aliás, meus professores quiseram me matar, no final. A Fernanda disse: "para que ficar nervosa? Para fazer a prova de novo?" rs...

A verdade é q ainda não estou confiante, sabe?
Acredito q ainda não possa, mesmo, receber este tipo de habilitação. Vou me preparar melhor!
É, mas agora vou esperar chegar as férias para retomar..r.s...
fim de semestre é sempre punk... ce sabe.... E tome outra semestralidade...rs...
Depois te conto o q consegui.


Ah! Mas já tenho novos planos: depois vou fazer windsuf
eehhhh!!




e depois?


Curso de Arrais Amador e depois de Mestre Amador, para navegar com segurança utilizando todos os importantes conceitos de navegação, no barco de alguém, certamente...rs...

aiaiaiaiai! Ainda bem q vou viver até os 100 anos!!!

yupiiii!! Vou fazer isso, logo logo!!

have a nice weekend!
see you!
Ps, num passei neste mas passo no próximo...
"levanta, sacode a poeira e dá volta por cima..."
yuhuuu!!!

terça-feira, 7 de junho de 2011

PESQUISA CIENTÍFICA PARA TRANSFORMAR!

Observe este produtivo mocinho de camisa azul.
O nome dele é José Enrique Rossi. Grande professor de Educação Física Escolar!! (esta foto é 2003...estávamos no Congresso Paulista de EF de Jundiaí! Grandes professores de EFE!!)

Tive a honra de conhecê-lo em 2002 qdo foi voluntário no projeto piloto da tese AENE!
Já disse inúmeras vezes q ele foi o anjo q montou as planilhas de excell q usamos até hoje! Um ser humano generoso e doador!! E veja vc que neste ano descubri que ele é do signo de escorpião!!! rs.. dizem q só dá ferruadas...rs...No caso do Enrique só tenho conhecido, mais e mais, um ser humano digno, brilhante e dadivoso!! Obrigada por ser AENE Enrique!!


Agora ele é co-ordenador na querida ITAPEVI!
Lembra que em janeiro (no dia do meu aniver!!!), deste ano, ele levou o curso AENE pra lá? Então, observe muito bem os professores confabuladores em pé, nesta foto. São os queridos e não menos maravilhosos Mário e o Paulo! Graaaannnndes professores e equipe!!

Bem, como estão grandemente comprometidos com a Educação, já preparam um resumo contando parte da imensa pesquisa AENE que está sendo realizada em Itapevi!!! Veja o nobre título:



Bárbaro, sim?! E foi aprovado pela comissão científica do CONPEFE!!!!
yupiii!!! Nos vemos lá, sim?
Sim! Pois fazer pesquisa é um ato de cidadania e responsabilidade profissional com nossa área!!!


Nós vamos!! E vc?

Segue o trabalho, na íntegra, para vc se interessar e, quem sabe, escrever o seu para o Seminário de Educação Física Escolar da USP. É neste ano, em novembro! Vamos??

Introdução: A Secretaria de Educação e Cultura de Itapevi (SECI) visando complementar a formação dos professores de Educação Física escolar (PEFEs) da rede municipal, ofereceu o embasamento da pesquisa-ação AENE (Avaliação do Estado Nutricional dos Escolares), com a intenção de alcançar os objetivos educacionais propostos no Programa Recreação pelo Movimento (PRM), o qual norteia a Educação Física Escolar na rede municipal. Devido à experiência e conhecimento do coordenador pedagógico do PRM sobre a pesquisa-ação AENE, foi apresentado um projeto ao Secretário ressaltando sua relevância para a sociedade, aprovado em 2010.

O objetivo deste estudo foi analisar da adesão dos professores à esta proposta.

Amostra: participaram todos os PEFEs recém contratados nesta prefeitura.

Método: o projeto de pesquisa-ação AENE–Itapevi está pautado em três eixos: 1.identificar o estado nutricional dos escolares; 2.contribuir para a formação continuada dos PEFEs e 3.estimulá-los à pesquisa e autoria de trabalhos científicos. Para tanto, a formação dos educadores foi realizanda na semana de planejamento do ano letivo com a idealizadora do AENE na USP, em doze horas de curso. No conteúdo, além dos conceitos pertinentes estabeleceu-se 6 etapas de implementação: 1. os PEFEs deveriam escrever seu próprio projeto de pesquisa-ação AENE para implantá-la, por meio do exame antropométrico escolar, em suas aulas; 2.com introdução, objetivo, amostra, método e resultados hipotéticos; 3.o método deveria incluir 3 fases estruturais da pesquisa-ação AENE: a)sensibilização, b)coleta de dados e c)retorno dos resultados à comunidade; 4.com descrição das atividades de cada fase; 5.sob aprovação escrita da direção da escola; 6. enviá-lo por e-mail ao PRM até Março. A SECI adquiriu 10 balanças, construiu 43 estadiômetros e distribuiu pendrivers contendo as planilhas para registro dos dados coletados para os professores cumprirem o cronograma até Junho.

Os resultados encontrados até início de maio foram: 95% dos educadores participaram no curso de formação (62 dos 65 PEFEs da rede); 28% dos projetos escritos esperados chegaram ao PRM (12 das 43 escolas), contudo, segundo os gestores, a pesquisa-ação AENE está em desenvolvimento em todas as unidades escolares de Itapevi. Nos projetos enviados observou-se que na fase de Sensibilização eles priorizaram o desenvolvimento de atividades em acordo com a faixa etária dos alunos, condição fundamental para ocorrer participação, reflexão e discussão dos temas propostos (corpo, eutrofia, escolhas, alimentação saudável e estilo de vida ativo); na fase de coleta dos dados seguiram a padronização da tomada de medidas com os avaliados descalços com trajes que não ultrapassasem 500 gramas; na Fase de retorno dos resultados à comunidade programaram excelentes ações distintas.

Conclusão: Com exceção da entrega escrita dos projetos as etapas foram cumpridas à contento. Porém, como em geral PEFEs são excelentes idealizadores e executores mas apresentam dificuldade para escrevê-las entregar o projeto de pesquisa escrito foi uma estratégia para mudarem este comportamento. Assim, mais do que contribuir com a ciência, visou-se estimular o desenvolvimento dos PEFEs para fazerem crescer a área da Educação Física, como um todo. Afinal, a pesquisa-ação é, também, um instrumento de auto-avaliação.

Esta é uma das lindas histórias que vejo os Educadores que estudam AENE construir! Parabéns professores!! Vocês realmente fazem diferença na área de EFE!! yupiii!!!

Aliás!!!!! Todos os PEFs de Itapevi estão recebendo formação para escreverem o resumo AENE das escolas que avaliaram!!! Nos veremos, novamente, em julho para alcançarmos mais este objetivo! eeehhhhh!!!

Agora calma!!
Ainda temos mais dois trabalhos que aguardam análise da Comissão Científica!!!
aiaiaiaiaiai vamos ver o q irá acontecer!!
Também são mais duas outras lindas histórias!!!
Elas, as que faltam, também foram participantes do produtivo grupo de 2003!!

Grandes sementes foram plantadas naquele ano!! Aquele colhemos os frutos!
Educação "bem dada", com paixão, só pode proliferar!!! Multiplicar!!!
Sou muuuuuuito feliz por tudo isso!! Parabéns à todos(as)!!
Nós fazemos o impossível para mostrar os grandes professores que existem na Educação Física Escolar, e vc?

Eu vim pra ser feliz enquanto encontro/conheço grandes guerreiros(as) da (pela) Educação. Uma ótima 3a-feira festiva, pra vc e pra mim!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

PARA GOSTAR DE PESQUISA É PRECISO, PRIMEIRO, GOSTAR DE MEDIR E COMPARAR...


Vc lembra deste post? Observe bem o numerador e a data:




Agora veja no final do mês:


Uau!!! 2610 visualizações em um mês!!! yupiii!

O google ainda tem outras ferramentas como, por exemplo, esta:

Interessantíssimo, sim? Dá pra ver quantos leitores individuais tivemos por dia/semana/mês!
Bárbaro, sim?

Agora, cá pra nós, dê uma olhadinha no numerador agora,,,,Uau!!!
Isso porque nem uilizamos recursos de estímulo para identificação no google, certo?!

eeehhhh!!! Grandes educadores atentos! E internautas!! eeehhh!!

Eu vim para ser feliz enqto aprendo a trabalhar, e vc?
Um excelente dia, pra vc e pra mim!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

AUTO-AVALIAÇÃO E DESAFIOS

Vc se impõem metas e ultrapassa seus limites?
Eu sim! Não paro... Adooooro progredir!!

Sou apaixonada pela língua inglesa!!!
Acredito q seja uma outra forma de sentir-me livre!

Concluí o curso completo, na USP, em 1998 e não estudei mais. No doutorado estudei mais as normas e legislação da Educação brasileira e outros, em português ... logo...o know how q eu tinha enferrujou-se... Bem, daí q voltei para o inglês neste semestre e tive uma surpresa linda, como vc pode ver no vídeo a seguir.

A primeira voz é da profa. Miriam Magalhães mas, a 2a é a minha!!! oowww q coisinha engraçadinha...rs... A letra é dela!! linda, sim? A lousa é aquela interativa, sabe? Uma tecnologia de embevecer!! Uau!!


video

Ao final da minha avaliação ela concluiu:
"Meu inglês está um pouquinho enferrujado porque não o uso com frequência"
oowww! Adorei!!
Aliás, rs..., aprendi algumas coisinhas sobre a minha pessoa...rs...

Esta é a fantástica Miriam Magalhães:
Este teste ma-ra-vi-lho-so fiz na
Universal Studies:


MEU INGLÊS MELHOROU SÓ DE FAZER O TESTE!! É QUE ELA DÁ UMA VERDADEIRA AULA enqto avalia!! Grande Mestra!

Se vc disser q viu este blog
vai ganhar uma aula gratuita + um teste escrito, on line + um teste presencial, como o meu (q ela gravou um pedacinho!
). E mais umas surpresinhas que não posso falar! Há! Tem desconto no estapar, ao lado.
AMAZING!!

Agora, vc vai cair sentado(a) com os preços:
R$ 212,00 ou R$ 424,00 por mês,
uma ou duas vezes por semana, respectivamente!!

Vale a pena investir em sí mesmo(a). sempre!
ENCONTRAR técnicas e estratégias de ensino que acelerem processos que nos trarão melhores resultados é fun-da-men-tal. Inúmeras vezes o barato sai caro... Faça as contas... Pense nisso e alcance suas metas mais rápido! O quê? Vc não vai precisar de inglês?? Acorda!! Em que mundo vc vive?

I'll see you there
Cheers..


Eu vim para encontrar estratégias que encurtem
meu processo de aprendizagem, e vc?
Ótimo fds, pra vc e pra mim!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

OBESIDADE SE TRATA NA ESCOLA

A Revista Alto Astral deste mês é especial sobre o tratamento da obesidade
Na página 8, abaixo vc vê que sou uma das especialistas entrevistada
copie a imagem e arraste para sua área de trabalho ou, por mail, me solicite-a em PDF


Abaixo está o texto completo da entrevista:

Como se configura a obesidade em crianças? Existe um conjunto de sintomas? Todos os(as) médicos pediatras, nutricionistas e enfermeiras(os) acompanham a evolução do estado nutricional dos pequeninos e orientam os pais, à partir das curvas de crescimento do peso e da estatura e de alguns cálculos e adequações com estes números. O mais correto mesmo é ir à consulta médica regularmente e perguntar à respeito do estado nutricional da criança. O melhor de tudo é ir ao medico para o check up, para prevenção, não apenas quando o problema já estiver instalado. Esta questão é tão séria que no Brasil, em 1939, os professores de Educação Física foram autorizados por Lei à pesar e medir os escolares para este fim (na época a questão era previnir a desnutrição). Porém, as coisas foram mudando e esta práica se perdeu. Neste sentido a USP apoiou o desenvolvimento da pesquisa-ação AENE, onde os professores de todos os componentes curriculares de ensino, aprender a avaliar o estado nutricional dos escolares porque, em geral, quem procura o sistema de saúde já está doente. Então, avaliar o estado nutricional na instituição de ensino tem sido uma eficiente maneira de identificar as crianças e adultos que precisam de uma atenção mais específica e encaminhar para atendimento clínico. Estas informação estão disponíveis em www.aenebrasil.com.br, participe e ajude a diminuir e prevenir a obesidade infantil. Prevenir é o principal, sempre!


A partir de que momento é preciso se preocupar? À partir da orientação destes profissionais de saúde! Não desconsidere, em hipótese alguma, esta indicação! Mesmo que acredite ser “biotipo da família”. A obesidade é uma alteração do estado de nutrição que pode trazer conseqüências danosas, é fundamental evitá-la. Se o(a) medico(a) orientou a necessidade de emagrecer, por favor, mobilize-se porque deixar para depois só dificultará o processo!


Quais as consequências da obesidade para uma criança?

As principais conseqüências, que são sempre negativas, são idênticas às dos adultos, mas duas questões são primordiais:

- a primeira é que 85% das crianças obesas se tornarão adultos obesos, isso significa dizer que é imprescindível tanto prevenir quanto tratar da obesidade infantil;

- a segunda é que, mantendo-se longo tempo na condição de obesidade as alterações ortopédicas passarão à ser estruturais, ou seja, o tecido ósseo ficará deformado pois irá crescer “torto”, em função do excesso de peso causado pelo acúmulo de gordura corporal;

O excesso de peso pode interferir no processo de crescimento?

Sim, pois ele acelera o crescimento. Observe que as crianças obesas são sempre mais altas do que seus coleguinhas na mesma faixa etária. Posteriormente, com o passar da idade, eles até se igualam e, inclusive, seus colegas podem vir à serem maiores.


É possível falar sobre as consequências psicológicas?

Para falar do aspecto psicológico, ou emocional, é preciso, primeiro, estabelecer que todos nós (eu você e o(a) leitor(a), inclusive), temos nossas dificuldades nesta área em função da nossa capacidade para enfrentar os problemas que experienciamos na infância. As pessoas obesas, e mesmo as crianças obesas, NÃO TEM MAIS PROBLEMAS PSICOLÖGICOS do que as pessoas ou crianças não obesas. Temos, todos, problemas psicológicos, em diferentes graus. Porém, hoje a discriminação com as pessoas obesas chegou à tal nível que eles estão apresentado, de forma geral, menor prazer para as atividades sociais, por exemplo. Estão mais caseiros, mais isolados. Mas se você observar atentamente o mesmo acontece com os super dotados ou com aquelas crianças que gostam de estudar, aprender, conhecer. Pois, como saem da média, passam a ser motivo de chacota e, obviamente, preferem exporem-se o mínimo possível. É uma questão de aceitar o que é diferente, fora do padrão. Com a globalização mais e mais busca-se um estereótipo (inatingível). No meu consultório costumo enaltecer as qualidades das crianças (ou adolescentes) obesas que atendo. Busco estimulá-los à perceberem-se perfeitos (pois são!), inteligentes, bonitos e competentes, de tal forma que entendam a obesidade deles como um diferencial. Condição que em nada os impede para as demais questões da vida que têm e que podem desfrutar. Certamente que, embora ótimos, os estimulo a manterem-se no propósito de tratar (diminuir) a obesidade deles. Ser obeso(a) não é sinônimo de imperfeição, muito menos de burrice, incompetência ou falta de beleza. Felizmente hoje também temos diversos ícones que são, inclusive, modelos à serem seguidos, independentemente de serem obesos(as).

1 - Existe predisposição genética para obesidade? Menos de 3% dos casos mundiais de obesidade tem causa endógena, quer dizer, que originaram-se de questões genéticas, metabólicas ou endócrinas. Estas pessoas precisam tomar medicamento para o resto da vida delas e, não necessariamente, emagrecerão. Afinal, o remédio é para corrigir o dito “defeito endógeno”, não para emagrecer. Isto posto, fica evidente que mais de 97% dos casos mundiais de obesidade têm causa exógena, ou seja, desenvolveu-se por sedentarismo, alimentação inadequada, aspectos emocionais ou culturais. Por estes motivos, inclusive, é que se diz que a obesidade é multifatorial, ou seja, não tem causa única. Aliás, mudar comportamento é a principal e mais eficiente forma de tratamento.

Biotipos devem ser respeitados, por exemplo, pessoas com tendência a serem “miúdas” e outras com tendência a serem robustas (mas não obesas)? Sim. Cada um de nós temos nossas particularidades genéticas. Agora observe que em ambos os exemplos você explica que eles não são obesos, justamente porque NÃO existe tendência para engordar. Existem sim comportamentos que potencializam o desenvolvimento da obesidade (infantil ou adulta).


2 - Qual a dificuldade de se reverter a obesidade em crianças e
adolescentes? Se possível, explicar por fase.

O que os experts no assunto mostram, em nível internacional, com os estudos deles, são três aspectos específicamente:

a) quanto mais tempo o ser humano (em qq idade), permanecer na condição de obesidade (por exemplo: 2 anos, 5 anos ou 10 anos), mais difícil será emagrecer exatamente porque o comportamento ficou mais internalizado;

b) quanto mais precocemente se instalar a condição de obesidade, ou seja, qto mais cedo começou, pior será “sair”, mudar, reverter o quadro, pelo mesmo motivo acima;

c) quanto mais grave a condição de obesidade, quer dizer, a obesidade evolui do grau 1 para o 2, depois para o 3 e para o alto risco porque em cada um deles a proporção de gordura corporal aumentou significativamente. Assim, quanto maior o grau de obesidade, mais difícil será reverter o quadro, embora não seja impossível. Observe que é SEMPRE POSSÏVEL! Porém, será a dificuldade aumenta na mesma proporção que aumenta o grau de obesidade.


3 - Crianças podem ser tratadas com remédios? Não. Todos os especialistas internacionais e nacionais, respeitáveis, esclarecem os efeitos deletérios dos medicamentos de emagrecimento para crianças e adolescentes. O fundamental é mudar o comportamento.


4 -Qual a influência dos pais nos quadros de obesidade infantil? Um assunto delicadíssimo é este dos pais pois nem sempre são eles os vilões da história! Nós, quando somos bebês (novamente quero incluir nesta fala eu, você e o(a) leitor(a), tornamos-nos especialistas em identificar como manipular nossos pais (em especial nossa mãe), pois quisemos, à qualquer preço, conquistar a atenção dela só pra nós!! Então, há crianças que são verdadeiros tiranos em miniatura e precisam ser identificados pois, do contrário, os pais irão morrer de culpa!! Exageros à parte, no geral, os pais precisam de ajuda pois o alimento pode estar sendo utilizado como um símbolo paraa significar afeto e cada caso é único. É impossível generalizar. Cada família tem uma história. Certamente os pais são exemplos que os filhos seguirão e não adiantar negar ou dizer: “mas eu sou grande... “pois as crianças não aprendem ouvindo, elas preferem “copiar” comportamentos, sem pestanejar.

5 - Como ensinar uma criança a se alimentar adequadamente?

Dando o exemplo. É como ler. Dizer, apenas, que “ler é bom” não conquista os filhos(as), não convence. É preciso dar o exemplo, lendo. Então, coma alimentos saudáveis por opção, por prazer, não por obrigação e muito menos para emagrecer. Isso, sozinho, não resolve. Aqui no Instituto Perfil Esportivo temos um programa para pais de crianças e adolescentes obesos e para professores porque, a escola pode ser uma grande aliada tanto na prevenção quanto no tratamento da obesidade se não proibir as cantinas. Afinal, o livre arbítrio deve prevalecer e os jovens precisam aprender a escolher. É isso que ensinamos aqui: autonomia e independência para “construir o corpo que se quer”. Mais informações estão disponíveis em www.perfilesportivo. com.br. (aproveito para destacar que os créditos saíram em nome da UNIFESP, como se o NEOBE fosse de lá e como se eu ainda fosse coordenadora...triste, muito triste).

Na página 10 eles explicam como usar o IMC e eles mesmos criticam
POR FAVOR, OBSERVE QUE NO AENE NÃÃÃOO USAMOS O IMC!!!! NÓS AVALIAMOS O ESTADO NUTRICIONAL!!




Agora, a palavra combate é bélica! Não use..
Se emagrecer fosse fácil não seria um problema mundial...


As pessoas obesas precisam ser tratadas com dignidade, ética e respeito! Em especial as crianças! Aqui, na Perfil Esportivo, especial quer dizer: com carinho e proteção!


Professor(a)!! Conto com vc para amenizarmos a dor de quem precisa emagrecer!
Agradeço à profa. Miriam Assis por mais esta indicação.
Somos mesmo uma rede de pessoas interessadas no bem do ser humano, sim?

Eu fico muito triste com a agressividade velada, e vc?